28 de fevereiro de 2013

Você sabe o que é Matrioska?

Matrioshkaboneca russa é um brinquedo tradicional da Rússia, constituída por uma série de bonecas, feitas de diversos materiais, que são colocadas umas dentro das outras, da maior (exterior) até a menor (a única que não é oca). A palavra provém do diminutivo do nome próprioMatryona.
O número de figuras que se conseguem encaixar é, geralmente de 6 ou 7, ainda que existam algumas com um número impressionante de peças. A sua forma é simples, mais ou menos cilíndrica e arredondada e mais estreita na parte superior, onde se situa a cabeça da boneca. Não têm mãos (a não ser as que são pintadas na(s) sua(s) superfície(s)). O grau de sofisticação das matrioscas reside, de facto, na complexidade dos motivos pintados. Outra característica que diferencia as diversas peças são as figuras que encarnam: desde figuras femininas vestidas com trajes tradicionais campesinos, a personagens de contos de fadas, até aos antigos líderes da União Soviética.
A versão feminina é designada, por exemplo, na Sérvia, como бабушка (babuchka), que significa "avozinha", enquanto a versão masculina é designada como дедушка (dyeduchka), "avozinho". Conta-se que Sergei Maliutin, um pintor artesanal de Abramtsevo, viu uma série de bonecos de madeira representando os Shichi-fuku-jin, os Sete Deuses da Fortuna, encaixados de forma semelhante às bonecas atuais.

E separamos algumas imagens encontradas no Pinterest pra você se deliciar!


matrioska
teapot matrioska




Lindas né?

27 de fevereiro de 2013

Atividade Física x Gestação



Durante a gravidez muitas dúvidas aparecem desde a primeira semana de gestação. A realização de exercícios físicos neste período, ainda é um assunto que gera muitos medos, mitos e preconceitos. No entanto, as recomendações internacionais relatam que tanto sedentárias, como ativas antes da gravidez, podem realizar exercícios durante a gestação com segurança. Entretanto, alguns autores relatam que mulheres sedentárias devem iniciar a atividade física somente após o primeiro trimestre de gestação.

A intensidade dos exercícios realizados nesta fase deve ser de leve à moderada, e as modalidades consideradas seguras para gestantes incluem natação, hidroginástica, caminhada, corrida leve e bicicleta ergométrica. Outras modalidades como a ioga e Pilates também podem ser realizadas desde que acompanhadas por um profissional com experiência. As mudanças que ocorrem no corpo da mulher ao longo do período gestacional devem ser consideradas, conforme o número de semanas em que a gestante se encontra. Portanto, nas últimas semanas de gravidez, modalidades que exijam mudanças bruscas de direção devem ser evitadas, pois neste período também aumentam os riscos de quedas e entorses decorrentes, principalmente, da diminuição do equilíbrio e da frouxidão ligamentar.

Atividades consideradas intensas como saltos e corridas e os coletivos e de contato, como futebol e basquete não são recomendados durante todo o período gestacional, principalmente devido ao risco inerente de colisões de alto impacto e quedas que podem prejudicar o feto ou o bebê. A atividade física durante a gravidez ajuda a diminuir alguns desconfortos que podem surgir neste período, como dor nas costas, prisão de ventre, retenção de líquido e fadiga, além de melhorar a qualidade do sono e realizar a manutenção de força e flexibilidade dos músculos, que será de suma importância tanto na hora do parto como na recuperação do corpo depois do nascimento do bebê.

A gravidez pode ser uma fase perfeita para iniciar ou continuar um programa de exercícios. Mulheres grávidas e com um estilo de vida ativo têm uma gravidez mais tranquila e saudável. Porém antes de iniciar qualquer atividade física converse com o seu obstetra, pois existem algumas contraindicações como a doença miocárdica descompensada, insuficiência cardíaca congestiva, tromboflebite, embolia pulmonar recente, doença infecciosa aguda, risco de parto prematuro, sangramento uterino e isoimunização grave, hipertensão essencial, anemia, doenças tireoidianas, diabetes mellitus descompensado, obesidade mórbida e histórico de sedentarismo extremo.

 Educadora física

 


25 de fevereiro de 2013

Resultado Sorteio Fisher-Price

Olá!!! Juro que tentei postar o sorteio um pouco mais cedo mas a correria que foi minha manhã não permitiu! Tivemos 176 inscrições. Não encontramos nenhuma irregularidade portanto todas as pessoas concorreram. Foi feito um único sorteio e o número contemplado foi o 133.

A ganhadora do penico Fisher Price é de Salvador, parabéns! Já enviamos seus dados diretamente para a Empresa e muito em breve você deverá receber seu produto em casa.




Muito obrigado a todos que participaram, já avisamos que em breve teremos mais e mais sorteios, fiquem atentos pois tem muita novidade chegando por aí!

24 de fevereiro de 2013

Vale a pena ler de novo 18 à 22/02

Oi gente, tudo bem???

Essa semana falamos de tantas coisas diferentes e bacanas por aqui que nem vi o tempo passar e diga-se de passagem, o tempo está voando demais, daqui a pouco já estaremos pensando no natal de novo rsrsrs.

Começamos a semana com a Dra. Thais Jorge dando dicas de como Escovar os Dentinhos brincando (relembre aqui) e com um super sorteio em parceria com a Fisher Price pra comemorar o sucesso que foi a Semana do Desfralde e claro, dar uma força pra vocês que estão nesta fase, né?

Este Trono pode ser seu, ou melhor, de seu Filho .... Já está participando???


Já estão participando? Nããããããão??? Então corre aqui porque o sorteio é semana que vem!

Toda mãe, ou pelo menos quase todas, ou pelo menos eu, Paola, sou bem dramáááááática, sofri por antecedência e no final das contas vi que não era tudo isso e  vim até aqui dizer que eu e Clara sobrevivemos muito bem no berçário.
Já podem ficar tranquilas que por aí também será e pra afirmar isso, a Vanessa Ardison confessou que está apaixonada. Pois é, minha gente! Ela está apaixonada pela escola que escolheu pro gato do Enzo e conta como é essa relação de amor tórrida aqui.

Diz se não é pra morrer com tanta fofurice! :)

Gabis Miranda está na luta contra a cozinha e venceu mais um desafio e passou uma receita de Bolo de Cenoura e eu novamente saliento a importância das nossas reuniões de pauta serem ao vivo e à cores, assim a gente degusta tudo também. Quer a receita??? "Bora" pegar aqui

A lindona da Keka essa semana se empolgou e postou 2 posts e um deles é uma grande leitura pra todos nós, pais e mães que muitas vezes esquecemos a idade de nossos filhos e só pensamos no amanhã, exigindo sempre uma postura, atitudes de "adultos". Chorei e muitos leitores choraram ao ler este post. 

Também falamos sobre o Câncer Infantil e a nossa colunista Dra. Patricia falou aqui um pouco sobre isso, dicas, sintomas e sinais. 
Vale a pena ler, afinal, melhor prevenir do que remediar, né? Ainda neste assunto, a Keka falou nest post sobre a Banda Aliados e sua generosidade e ajuda às crianças com câncer e sobre a Casa Ronald McDonald São Paulo.

A super Bianca veio com a novidade que todas nós estávamos ansiosas pra saber: Siiiiiiiim, nós do Test Drive Mami continuaremos sendo Embaixadoras do Brincar da Fisher Price em 2013 e esta pareceria trará muitas novidades pra vocês, nossos leitores que tanto amamos.

Além de tudo isso, comemoramos com muita alegria os mais de 2.000 fãs no facebook.

Obrigada à todos vocês que nos incentivam diariamente a continuar com o blog, com a fanpage. Obrigada pelo carinho. \o/ \o/ \o/

Gostaram dos assuntos abordados esta semana???
Querem algum em especial?
Fala pra gente que nós falamos pra vocês!

Beijos,beijos e uma ótima e linda semana pra todos vocês

Paola 




23 de fevereiro de 2013

Esperança e ajuda crianças com câncer

Os fãs da página oficial da Banda Aliados esperavam ansiosamente pelo lançamento do clipe na noite do último dia 20/2... e depois de lançado já foram mais de 10 mil visualizações! Algumas cenas do clipe foram gravadas na Casa Ronald McDonald São Paulo, em Moema, zona sul de São Paulo, onde participaram 27 crianças e adolescentes hospedadas na casa de apoio que receberam a banda de braços abertos!" 



Além da banda instituir esse conceito de “todos por um mundo repleto de esperança”, a banda decidiu doar toda verba arrecadada com o clipe para a Instituição O vídeo está disponível no canal do YouTube (http://youtu.be/2WzADaD1MVE ) e a mobilização já pode começar. “Estamos muito felizes com essa parceria e precisamos concentrar nossos esforços nessa divulgação, pois o YouTube disponibiliza 9 mil dólares a cada 2 milhões visualizações, ou seja, cada clique vale uma doação para a nossa casinha” diz Marta Mingione, coordenadora da Casa Ronald McDonald São Paulo. 

A ideia é fruto do relacionamento dos integrantes da banda com a instituição por meio do Camaradas, grupo de voluntariado que atua na casa de apoio. O vocalista Gustavo Fildzz, inclusive, sofreu câncer em um dos rins. Após ter superado a doença, não só aceitou apoiar a causa, como participa ativamente das atividades da instituição. “A ideia do clipe é levar esperança pelo mundo, fazer com que as pessoas acreditem mais nelas mesmas...” completa o vocalista da banda.


A Casa Ronald McDonald São Paulo hospeda crianças e adolescentes em tratamento de câncer no Hospital do GRAACC. Durante o tratamento, os pacientes e seus familiares recebem hospedagem, além de suporte psicossocial, nutricional, pedagógico e, principalmente, afetivo. Seus 30 apartamentos são exclusivos para o paciente e seu acompanhante, - e o local ainda conta com salas de estar e de refeição, cozinha equipada, lavanderia e jardins, garantindo assim conforto e qualidade de vida às crianças. Além de São Paulo, há mais cinco unidades no Brasil, em Belém (PA), Santo André, Campinas e Jaú (SP) e no Rio de Janeiro (RJ).

A Casa Ronald McDonald é parte de um programa global – Ronald McDonald House Charities – que no Brasil é representado pelo Instituto Ronald McDonald. Além deste programa, há outras ações promovidas pelo Instituto, como Espaços da Família, Programa Diagnóstico Precoce, entre outros em apoio ao combate ao câncer infantojuvenil.

E, se todas as bandas tivessem uma iniciativa como essa?

Algumas considerações: Câncer Infantil

Ninguém espera que uma doença como o câncer possa atingir uma criança . Felizmente hoje em dia com o avanço da medicina a maior parte dos casos quando diagnosticado a tempo tem tratamento. Dia 2 de fevereiro foi o dia Mundial do Câncer. Instituído em 2005, o Dia Mundial do Câncer é celebrado todo dia 4 de fevereiro por diversos países. No ano passado, 80 países se mobilizaram em torno da data.


O que e o câncer??
E um conjunto de doenças nas quais existem uma multiplicação anormal das células. Se essas células ficam no lugar aonde nasceram e tem aspecto normal são o que chamamos de tumores benignos. Se elas se multiplicam-se e espalham pelo corpo e o aspecto é diferente são o que chamamos de tumores malignos. O câncer não é uma doença contagiosa, na maior parte das vezes não se sabe porque a criança desenvolveu o tumor, também não é hereditário, simplesmente acontece.


Sinais e Sintomas:
- dores de cabeça pela manhã acompanhada de vômitos;
- caroço em pescoço, axila ou virilha;
- dores nas pernas que não passam e atrapalham a vida das crianças;
- manchas arroxeadas na pele como hematomas que não melhoram ou pintinhas vermelhas;
- aumento no tamanho da barriga ou joelhos;
- brilho branco em um ou nos dois olhos quando a criança sai em fotografias com flashes;

Nao se preocupe a maior parte dos tumores hoje em dia tem tratamento seja esse cirúrgico, com quimioterapia ou radioterapia, quando mais rápido o diagnostico ,mais rápido a criança melhora.

Sempre que tiver alguma duvida procure seu pediatra, ninguém melhor do que ele para te orientar, fique atenta .

Quer saber mais? INCA

Dra. Patricia Riveiros

22 de fevereiro de 2013

Embaixadoras Fisher-Price 2013

Olá!
É com muito prazer e felicidade que comunicamos a todos os nossos leitores queridos, que fomos convidadas para continuar no projeto Embaixadora do Brincar, Fisher-Price durante o ano de 2013 inteirinho!!!
Então, preparem-se para muitas novidades em primeira mão, concursos e sorteios!!!!

Grande beijo!

Aposto que você vai se emocionar


Esta reflexão foi uma publicação despretenciosa em um jornal americano há muitos anos atrás. De repente ela causou um impacto muito forte em seus leitores e foi depois internacionalizada pela Ridder’s Digest quando então as traduções se fizeram à acontecer  em quase todos os idiomas da Terra. A primeira vez que tive contato com ele foi no livro ‘How to Win Friends & Influence People’(Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas) de Dale Carnegie. 

Aqui vai a versão traduzida para o português. O autor desta minúscula obra literária  foi W. Livingston Larned. Grandes obras podem também ser expressas com poucas palavras. 

O texto foi escrito por um pai mas confesso que me vi em muitas vezes e exijo demais do meu filho que ainda é tão pequeno, será que você não está fazendo o mesmo também?

 Tumblr_miiud57uyf1s67xj1o1_500_large
 .: Daqui :.


O Pai Perdoa
Escute, filho: enquanto falo isso, você está deitado, dormindo, uma mãozinha enfiada debaixo do seu rosto, os cachinhos louros molhados de suor grudados na fronte. Entrei sozinho silenciosamente no seu quarto. Há minutos atrás, enquanto eu estava sentado lendo meu jornal na biblioteca, fui assaltado por uma onda sufocante de remorso. E, sentindo me culpado, vim para ficar ao lado de sua cama.


Andei pensando em algumas coisas, filho: tenho sido intransigente e rigoroso com você. Na hora que se trocava para ir a escola, gritei com você por não enxugar direito o rosto com a toalha. Chamei-lhe a atenção por não ter limpado os sapatos. Fiquei furioso com você por ter deixado cair alguns de seus pertences no chão. Durante o café da manhã, também impliquei com algumas coisas. Você derramou o café fora da xícara. Não mastigou bem a comida. Pôs o cotovelo sobre a mesa. Passou manteiga demais no pão. E quando começou a brincar e eu estava saindo para pegar o trem, você se virou, abanou a mão e disse Tchau, papai! E, franzindo o cenho, em resposta lhe disse agressivamente: Endireite esses ombros!

De tardinha, tudo recomeçou. Voltei e quando cheguei perto de casa vi o ajoelhado, jogando bolinha de gude. Suas meias estavam rasgadas. 

Humilhe-o diante de seus amiguinhos fazendo-o marchar na minha frente. "As meias são caras,  se você as comprasse tomaria mais cuidado com elas!"

Imagine isso, filho, dito por um pai! Mais tarde, quando eu lia o jornal na biblioteca, lembra-se de como me procurou, timidamente, com uma espécie de mágoa impressa nos seus olhos? Quando afastei meu olhar do jornal, irritado com a interrupção, você parou à porta: O que é que você quer? Perguntei implacável. Você não disse nada, mas veio correndo num ímpeto em minha direção, passou seu braços em torno do meu pescoço e me beijou; seus braços foram se apertando com uma afeição pura que Deus fazia crescer em seu coração e que nenhuma indiferença conseguiria extirpar. A seguir retirou-se, subindo correndo e pateando os degraus da escada. 

Bom, meu filho, não passou muito tempo que meus dedos se afrouxaram, o jornal caiu por entre eles, e um medo terrível e nauseante tomou conta de mim? O hábito de ficar só achando erros, de fazer reprimendas era essa a maneira que eu o vinha recompensando por ser uma criança. Não que eu não o amasse;  fato é que eu esperava demais da juventude . Eu o avaliava pelos padrões da minha própria idade . E havia tanto de bom, de belo e de verdadeiro no seu caráter. Seu coraçãozinho era tão grande quanto o sol que subia por detrás das colinas. E isto eu percebi pelo seu gesto espontâneo de correr e de dar-me um beijo de boa noite. Nada mais me importa nesta noite, filho. Entrei na penumbra de seu quarto e ajoelhei-me ao lado de sua cama, envergonhado ! É uma expiação inútil; sei que, se você estivesse acordado, não compreenderia essas coisas. Mas amanhã eu serei um pai de verdade! Serei seu amigo, sofrerei quando você sofrer, rirei quando você rir. Morderei a língua quando  palavras impacientes quiserem sair da minha boca. Eu irei dizer e repetir, como se fosse um ritual: ” Ele é apenas um menino -um menininho!”


Receio que o tenha julgado até aqui como um homem feito. Mas, olhando-o agora, filho, encolhido e amedrontado no seu ninho, certifico-me de que é um bebê. Ainda ontem esteve nos braços de sua mãe, a cabeça deitada no ombro dela. Exigi muito de você, exigi muito…     

W. Livingston Larned


21 de fevereiro de 2013

Desafio mãe na cozinha: Bolo de Cenoura

Desafio mãe na cozinha: Bolo de Cenoura (ultra prático e fácil)

Se eu contar ninguém acredita, ainda bem que registrei!

Pela primeira vez na minha vida, fiz um bolo de cenoura e, na primeira tentativa, eu disse PRI-MEI-RA, consegui!!!!



Fiz um bolo que cresceu, ficou macio e o melhor de tudo: saboroso!A receita foi enviada pela leitora e blogueira Mariana Melo, do blog NenêCrescendo. Aliás, a Mari me enviou 3 receitas das quais já tentei todas, com sucesso e também sem tanto sucesso assim (aguardem!).

Eu adorei essa receita (não só porque deu certo), mas porque é muito prática. Tome nota:

Bolo de Cenoura

02 cenouras médias picadas (se quiser que o bolo fique menos laranja pode usar apenas 1 grande)
01 xícara de óleo
04 ovos
02 xícaras de açúcar
Bater tudo no liquidificador.


Numa tigela juntar a mistura do liquidificador a:

02 xícaras de farinha
01 colher de sobremesa de fermento.

Mexer.

Colocar na assadeira e levar ao forno.

Assar por cerca de 30 minutos à temperatura 180°C. Ou tirar do forno quando ficar marronzinho por cima e também vale a dica do palito*.

Essa receita cabe numa assadeira média.


Cobertura

02 colheres de sopa de chocolate em pó (uso o da garoto que é cacau puro, sem açúcar)
03 colheres de sopa de açúcar
03 colheres de sopa de leite
01 colheres de sopa manteiga
Levar ao fogo até ferver. Espalhar sobre o bolo ainda quentinho.


Nota da colunista: essa é a cobertura tradicional dos bolos de cenoura, mas eu fiz uma cobertura de brigadeiro, aquela coisa bem gordelícia mesmo. E ficou de comer rezando...!


*A dica do palito é famosa: você pega o palito e espeta na massa do bolo, se sair limpinho, é porque o bolo está no ponto!

20 de fevereiro de 2013

Apaixonada... pela escola que escolhi


Bom dia meninas.

Hoje estou passando aqui para dividir com vocês um assunto que tem me deixado muito feliz.
Mas pra entender essa felicidade teremos que voltar um pouquinho no tempo, lá no início de 2012. Enzo tinha 2 anos e estava indo para a escola pela primeira vez.
Escolhi uma escolinha pertinho aqui de casa, com um valor abaixo da que eu de fato gostava por achar que seria muito cedo para gastar um dinheiro que me faz falta para ele somente "rasgar papel". Conversei com a diretora, participei da adaptação, conheci a professora  (que estava grávida) e até a saída da mesma para ter seu bebê a experiência estava sendo normal, dentro do esperado.

Até que... ela entrou de licença maternidade e a bagunça foi geral. A escola não se preparou para o afastamento dela e a alternância de lideranças na sala de aula gerou um caos.

Enzo que estava terminando de ser desfraldado, regrediu. Isso foi apenas um ponto, as falhas foram várias. Quem acompanhou o drama pelo meu perfil no facebook viu que eu fiquei arrasada em perceber como o meu pensamento de "é muito cedo para investir" tinha sido um erro, GRANDE, e como foi exaustivo o estressante segurar as pontas até o ano terminar.
A foto do primeiro dia. Pretendemos tirar foto  uma foto similar no último dia de aula para perceber  as mudanças que ocorreram em um ano. Fica a dica pra quem gosta de registrar tudo e recordar depois. 

Já em novembro estava visitando, conversando e checando valores com a nova escola. Organizada, de ambiente seguro e diverso, salinha acolhedora e propostas apaixonantes (isso pode ser assunto pra outro post). Investi e animei, em janeiro todo o material, uniforme e livros (sim, meu filho, no maternal II fará uso de livros, que eu fiz questão de folhear e adorei) estavam comprados. Enzo iniciou, por estar de férias do trabalho eu pude participar da adaptação e já estava me sentido bem com as mudanças.

Essa semana retornei ao trabalho mas todo dia converso com meu filho sobre a nova escola e pergunto como foi o dia. As respostas são: "Foi divertido", "Fizemos uma rodinha e falamos com Papai do Céu dizendo OBRIGADO pelo dia", "Hoje eu fui na lilioteca (biblioteca) mamãe e tinha muuuuuuuuuuitos livros, foi tão legal" (falando de forma empolgada e feliz).

O resultado está sendo visível, a carteira tá um pouco sem folga, mas NADA PAGA a sensação de ter acertado, de estar valendo a pena.
Ando "garrada num amô" pela NOVA ESCOLA do meu filho.

Agora vamos trocar ideias. E vocês? É o primeiro ano das crianças na creche/escola? Como foi a adaptação? As crianças estão curtindo? O que vocês esperam e o que estão achando? Espero de verdade que o ano de vocês seja mágico, proveitoso, que o investimento valha a pena e que as crianças aproveitem bastante.


19 de fevereiro de 2013

Sobrevivemos e muito bem!

Vocês se lembram que eu vim aqui toda chorosa, morrendo de medo mês passado, pois minha licença maternidade acabou e a Clara foi pro Berçário?

Dia 08/01 foi o primeiro dia de Clara no berçário, eu perdi o sono às 5 da manhã, tomei banho, me maquiei, chorei, chorei e fiquei olhando ela dormir e só que me resultou foi o trabalho de tirar a maquiagem borrada e refazê-la rs.

Estava super preocupada em como seria nossa nova rotina e tudo correu naturalmente e super bem.

Clara acordou às 7hs sozinha, acordou rindo como sempre, dei banho, arrumei seu cabelinho e escolhi uma roupinha toda fofa pra ela estrear sua vida acadêmica e lá fomos nós até a escolinha.

No caminho, fomos a pé, fui cantando as cantigas de criança e conversando com ela, explicando que a Mamãe não a estava abandonando e sim a deixando na escolinha mais linda pra ir trabalhar, que na hora do almoço nós iriamos nos ver, que era pra ela comer as frutinhas direitinho e que a noite nós íamos brincar bastantão.

Chegamos na escola, ela abriu sorrisos pra todo mundo, adorou o fato de ficar mais tempo sentada (ela já está na fase que odeia ficar muito tempo deitada, mas não está sentando sozinha (estava, pois em 1 semana de berçário ela já senta praticamente sozinha), brincou com os brinquedos diferentes que lá tem e claro, mamou mais um pouquinho.

Vim embora e ela nem chorou, só chorou quando percebeu que eu não estava mais, queria mamar e o peito não estava lá. Segundo as Berçaristas, ela deu só uma "reclamadinha".

Fui no horário do almoço amamentá-la, o que foi ótimo pra nós duas e quando fui buscá-la no primeiro dia, ela abriu o maior sorriso do mundo, grudou no meu pescoço de deixar marca.

Chegamos em casa, dei banho na banheira de pato, com as bolinhas de sabão que ela adora, amamentei e ela capotou!

Eu não tive tempo de ficar na adaptação, fiquei com a Clara na escola uns 40 minutos, minha mãe que foi no meio da manhã ficar um pouco com ela.

Meu maior medo era ela passar fome, pois ela ficou exclusivamente no leite materno até 5 meses e 18 dias, não chupa chupeta, não pegou mamadeira e nem copo de transição. ela toma o leite materno de colherzinha.

Como eu sabia que ela iria pro Berçário, apesar de eu querer muito amamentá-la exclusivamente até os 6 meses, eu também queria ser a primeira pessoa a dar a primeira fruta pra ela, por isso o início das papinhas de fruta aos quase 6 meses e as papinhas salgadas eu comecei agora no carnaval.

Ela deu uma "reclamadinha" apenas no primeiro dia, já entrou na rotina que ela escolheu de dormir, comer e etc, hoje já come melhor as frutas, já aceita a papa salgada e toma o leite materno e água de colherzinha.

Vou diariamente no meu horário de almoço amamentá-la e ela me abre o sorrisão, gruda no peito, brinca comigo. Uma fofa!
Parece que ela quer me mostrar que está gostando, sabem?

Mas a maior recompensa é quando vou buscá-la, ela abre o sorriso, gruda no meu pescoço, me abraça e parece me beija do jeitinho dela, o jeito de uma bebê de 7 meses.

O que posso dizer é que:

- Mãe sofre demais e às vezes desnecessariamente e que SIM, vou sofrer com as novidades que sempre virão, afinal quem nunca???

- Clara adora seu berçário, as tias que tomam conta dela. Ela entra sorrindo pra todo mundo e quando vou buscá-la recebo o maior sorriso do mundo;

- O conselho do berçário?
Bom, escolha um que realmente confie, se sinta segura. Isso foi o que me tranquilizou e me fez sofrer menos.

E com vocês?
O Bicho do Berçário foi mais "manso"???
Beijos

Fonte: Paola Preusse - Maternidade Colorida




18 de fevereiro de 2013

Sorteio em parceria com a Fisher Price

Ahááááá, acharam que a gente não ia dar nem uma ajudinha nesse momento tão complicado, né?
Tolinha! A gente estava guardando o melhor pro final! Só isso!

Seguinte!

A Fisher Price Brasil, parceirona aqui do blog, doou um penico / troninho para o TDM sortear!

Mas não é qualquer penico não!!!
É esse bonitão aí! O Troninho Sapinho!

Ele tem alças laterais para facilitar o trabalho das crianças, além de dar uma segurança extra.

E as alças também ajudam na hora de remover o balde interno, para facilitar a limpeza.


O Troninho Sapinho ainda tem uma proteção na frente para evitar acidente com os meninos, e é um sapo, o que torna esse momento mais lúdico e interessante pros pequenos!

Que tal? Quer ganhar, né? Então fica ligadinha nas regras!

Você só precisa preencher o formulário abaixo e curtir a fanpage do TDM. Simples assim.

E quem quiser mais dicas sobre desenvolvimento infantil é só visitar a fanpage da Fisher Price.

Ah! O sorteio vai ser dia 25/2 (próxima segunda), então você tem até as 23h59 de 24/2 para se inscrever, tá?

Corre!!!!




Escovar os dentinhos brincando

Entreguem-se a essa brincadeira….


A escovação, especialmente das crianças pequenas, onde a boquinha é o lugar por onde elas conhecem o mundo, precisa ser uma brincadeira!!!

Claro que o objetivo final é fazer a limpeza dos dentinhos, mas tudo começa com a descoberta da escova, do quanto ela pode entra na boquinha sem dar ânsia, para o que ela serve …. então seguem dicas para diversão garantida, vejam como é aqui em casa….

- a criança pode ter várias  escovas, onde ele escolhe qual vai usar, qual ela põe na boca, outra ela passa no pé, outra na pia…e assim vai….

-o tempo da “escovação“quem diz é o bebê, um dia é rapidinho, depois aumenta e assim vai-se desmistificando a higiene da boquinha do bebê !!

- importante que os filhos nos vejam escovar nossos dentes, mesmo os pequenos, para que eles percebam que esta é uma ação que se repete várias vezes ao dia !!

-dica mais importante : curtam, aproveitem, fotografem, divirtam-se porque todos nós aprendemos que temos que escovar os dentes, cedo ou tarde, então, para esse final de semana quero desejar muitas risadas e se puderem me mandem as fotos das brincadeiras com a escova e seus pequeninos e pequeninas !!!!!

Uma outra dica muito legal é que as crianças adoram imitar os adultos, escova seus dentes junto com seu filho e ele aprenderá só de olhar.

Um abraço,
Dra Thais Jorge

 

Meu atendimento é realizado em clinica particular, na zona oste de São Paulo, em Pinheiros, estando o consultório localizado na Rua Francisco Leitão, 469 conj. 1006, telefone 3062-2387, onde dispomos de um consultório montado de maneira adequada para receber crianças e suas familias com conforto e de forma lúdica.


17 de fevereiro de 2013

Vale a pena ler de novo....

Oi gente, tudo bem com vocês????

Curtiram bastante a folia do carnaval ou aproveitaram pra descansar???

Essa semana aqui no TDM teve um pouco de cada: trabalho e descanso com a família.

A vida é tão corrida que vale super a pena curtir em família sempre que dá uma folga, né???

Por aqui, a  Sthephany passou uma lista de produtos que ajudam bastante no preparo dos alimentos dos Pquenos, na Coluna Mamãe eu quero ,  eu (Paola)  mostrei como reutilizar caixas de frutas na decoração de sua casa.

Posso com essa Lindeza???? #morri


Tivemos também graças a Fernanda e a lindeza da Isadora uma receita deliciosa de bolo de cenoura na Coluna Receitas de Quinta, que até deu vontade das reuniões de pauta serem ao vivo e à cores, viu chefia????  Acho válido pensarmos nisso, já pensou degustarmos as delícias de nossas colunistas semanalmente???

Gabis contou um pouco sobre sua leitura atual: A Criança mais feliz do pedaço e explicou sobre o criancês. Como é na casa de vocês???? Por enquanto eu falo o "Nenenês", Clara ainda está com 7 meses!  ahahahhahahaha

E pra encerrar a semana no blog, a Keka super curiosa e "fuçadeira" falou sobre Decoração Criativa e deu várias dicas de camas diferentes pra alegrar e modernizar o quarto da criançada.



Além disso, falamos sobre vários assuntos na fan page, vocês passaram por lá e viram as fotos de nossos Foliões??? Ah! Então corre e vão ver as lindezas que ficaram!

Beijos e boa semana!


16 de fevereiro de 2013

Decoração Criativa - Camas divertidas

Eu comecei a fazer amigas na internet quando ingressei no Scrapbook, há 6 ou 7 anos atrás. Sempre gostei de decoração com fotos e quando me deparei com esta incrível cama de Scrapbook logo pensei: preciso mostrar isso para as nossas leitoras! Além do espaço para colocar as fotos você tem a liberdade de trocá-las sempre que quiser!


E estas camas para os Piratas da sua casa?
Buccaneer Bed


Esta loja é incrível e tem uma infinidade de camas divertidas que qualquer criança gostaria de ter (Confesso que também desejei ter algumas delas pra mim!) São caríssimas e não entregam no Brasil, claro! Mas vale a pena babar!

King Toliver Castle Bunk BedTools of the Trade Twin BedFantasy Coach

E continuando minhas busca por camas divertidas encontrei estas aqui:





E aí, é só jogar no Google e morrer de amores com tantas e tantas opções de caminhas legais!

15 de fevereiro de 2013

Criancês - a língua dos bebês


Estou lendo o livro “A criança mais feliz do pedaço”, do professor de pediatria Harvey Karp. O livro traz dicas pertinentes sobre a educação infantil, de como acabar com as birras e educar uma criança para que ela seja obediente, cooperativa e acima de tudo feliz. É dividido em 4 partes, mas vou abordar a parte com a qual me deparei com a minha maior dificuldade: a parte 2 – conectar-se com respeito: introdução à comunicação com as crianças, capítulo: “Criancês”: um estilo de fala que funciona mesmo!



O autor se refere a “criancês” a língua materna do nosso filho e sugere que falemos a língua deles. Isso não quer dizer ficar falando que nem gente boba e com voz de criancinha estilo a Ivana, cunhada da Carminha “cadê o bebezão liiiindo da mamãe...”. A língua “criancês” é falar frases curtas, com repetição e espelhar um pouco dos sentimentos do seu filho (usando seu tom de voz e gestos).

Quando Benjamin nasceu eu me vi sem saber como falar com ele. Todos os livros lidos, indicavam conversar sempre com o bebê, desde bater papo até dizer as sequências de atividades que faríamos. De início me sentia muito sem graça, sem jeito mesmo, tinha grande dificuldade em falar com um bebê que eu achava que não me compreendia. Com o passar dos dias, aprendi a língua criancês e sentia que aumentava os nossos laços.

No entanto, como bem colocado no livro, praticamos o criancês quando as crianças estão felizes e esquecemos de usar o idioma quando elas estão estressadas. Nesses momentos, voltamos a falar como adultos e queremos que a criança entenda a nossa língua. Aqui em casa pelo menos é assim. E ao ler o livro percebi que ainda não havia derrotado a minha maior dificuldade na maternidade: comunicar-me com meu filho, mas em qualquer hora e circunstância. Percebi que não consigo alterar a voz (de forma positiva), ser mais expressiva, fazer caras e bocas e gestos para que meu filho me compreenda melhor.

Fiquei um pouco triste...é horrível admitir isso, mas de início eu não conseguia falar em criancês porque achava embaraçoso  me sentia uma imbecil (e eu sei, imbecil eu estava sendo por achar uma coisas dessas); agora acho que não consigo por dois fatores: 1. Porque quando Benjamin está birrento eu devia usar a minha autoridade de mãe. Porém, não devemos abusar da autoridade de pais para falar com nossos filhos como se eles fossem mini adultos, principalmente quando ele tem um ano e pouco; 2. Porque as pessoas em volta ficam nos cobrando uma posição mais firme.

Sinceramente, não quero me importar com o que as pessoas falam e nem agir como seria politicamente correto aos olhos dos outros. Quero que meu filho seja uma criança feliz e se falar “criancês” em momentos de perturbações é um dos fatores que vai contribuir para isso, vou me esforçar (além de tudo, diz que as birras diminuem!!!). Não sei se é porque estava lendo o livro e estou com as palavras ainda na cabeça, não tive sucesso ainda na prática. Quando faço ainda soa mecânico, não é algo natural. Estou me policiando e me cobrando e talvez isso esteja atrapalhando.

Dicas do livro de como falar “criancês”

1.       Use frases curtas: com crianças muito novinhas ou com crianças mais velhas muito bravas comece com frases de uma ou duas palavras (usando apenas as palavras-chave). Por exemplo: Em vez de: “sei que você está bravo com isso.” Diga: “Você está bravo! Bravo! Bravo!
Lembra do filme Tarzan? “Não, Jane, não comer”.
2.       Repetição: A repetição é tão importante quanto as frases curtas. Exemplo: está chovendo e seu filho fica batendo na porta porque quer ir lá fora. Em resposta você, abaixa-se até o nível dele e aponta para a porta dizendo: “você quer...você quer...você quer lá fora! Não querido, não. Está chovendo! Molhado! Vem comigo, vamos brincar.
3.       Espelhe um pouco a intensidade de seu filho em seu tom de voz e em seus gestos: esse  é a chave mágica! A criança pode não entender todas as suas palavras, mas ela é brilhante ao ler sua voz e seu rosto. Por isso é importante, espelhar um pouco de emoção de seu filho com o tom da sua voz, a sua expressão facial e a sua linguagem corporal permite que você se ligue ainda mais com seu filho. VOZ: use mais entusiasmo do que o normal. Reflita parte do medo, frustração e outras emoções que você ouve no tom de vos dela, usando cerca de um terço da intensidade. Depois volte à sua voz normal à medida que a criança se acalma. ROSTO: Seja expressiva. Levante as sobrancelhas, balance a cabeça, abra os olhos, franza as sobrancelhas, aperte os lábios. LIGUAGEM CORPORAL: Use muitos gestos, faça um sinal com o dedo indicador aos dizer não, acene com as mãos, aponte, dê de ombros, bata os pés no chão.

Sobre a linguagem corporal, acho que devemos tomar muito cuidado com os gestos que usamos com as crianças. Quando eu chamava atenção do Bnejamin para ele não mexer em alguma coisa, por exemplo, eu agachava na altura dele e apontava o dedo indicador. Dias depois ele estava falando “não” pra mim e balançando o mesmo dedo. Assim ele faz quando vai dar uma bronca na Capitu, nossa cachorra. Ou seja, tem que tomar cuidado para não virar contra nós. Imagine seu filho batendo o pé...acho que não seria legal. (risos)
A “arma” do sucesso, segundo o autor, é a escuta.  “Pais constroem bons relacionamentos ao se comunicar com amor e respeito (e não com força e humilhação)”.
E na sua casa, como você se sente ao falar criancês com seu filho?

14 de fevereiro de 2013

Receita de Quinta: Bolo de Cenoura

Em primeiro lugar devo dizer que nenhum bolo meu crescia, até os de caixinha ficavam muito ruim rs.

Depois que a Isadora começou a freqüentar a escolinha, eu ficava com dó de vê-lá levando bolinhos prontos e resolvi aprender a fazer bolos.

Comecei com os de caixinha e perdi as contas do tanto de ingredientes que foram para o lixo, persistam meninas!

Depois de um tempo me apaixonei pelos cupcakes e eles se tornaram minha especialidade.
Mas hoje a receita é do clássico Bolo de cenoura com cobertura de chocolate.


Anotem aí os ingredientes:




Com esta ajudante, é claro que o bolo vai ficar delicioso, né?? ;-))


Massa
2 cenouras médias descascadas e picadas
2 xícaras de chá de açúcar 
3 ovos
1 xícara de chá de óleo 
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento

Bata os 4 primeiros ingredientes no liquidificador até formar um creme.
Em uma travessa separada peneire a farinha de trigo e misture com o fermento.
Despeje a mistura que você bateu no liquidificador na forma com a farinha e o fermento e misture levemente.
Unte uma forma redonda média com margarina e polvilhe farinha de trigo.
Leve ao forno pré aquecido a 200 graus por uns 30 minutinhos.
Quando estiver dourado retire o bolo do forno e espere esfriar para desenformar.


Cobertura

2 colheres de açúcar 
3 colheres de água
5 colheres de chocolate em pó
Leve ao fogo baixo e misture bem, quando começar a borbulhar retire do fogo e regue o bolo.

Algumas dicas

Nunca bata a farinha junto com os outros ingredientes.
Pique a cenoura para bater mais facilmente.
Não coloque todos os ovos de uma vez, quebre numa tigelinha antes e vá colocando um por um.
A temperatura e o tempo de cozimento variam muito, então vá sempre dando uma olhadora rs.



Bolo de Cenoura da Fernanda!



Parece que vai ficar bom, né???


Huummmm, todas nós colunistas ficamos com vontade, viu Fê???

Espero que gostem!!!

PS: A receita é da nossa colunista Fernanda Almeida!!!

13 de fevereiro de 2013

D.I.Y - Reutilização das Caixas de Laranja

Oi gente, tudo bem?

Hoje o D.I.Y ficou por minha conta e vou ensiná-los a como reutilizar as caixas de laranja na decoração de algum cantinho aí na sua casa.

Atualmente, está super em alta reutilizar alguns objetos e se a gente usar a imaginação, além de ficarem lindos, podemos economizar não comprando algo novo e contribuir com a reciclagem, né?

Quando fui fazer a decoração do quarto da Clara, ao invés de usar nichos brancos, eu usei as caixas de laranja forradas com tecidos de patchwork e deu o maior charme na decoração (veja aqui).

Depois de ter me aventurado nas caixas pra colocar como nicho na parede, eu resolvi fazer um volante pra deixar na sala de casa, assim eu deixo algumas revistas, livros e agora até brinquedos tem por lá.

É super fácil e rápido de fazer.


O que você vai precisar:

Caixa de Laranja
Cola Branca
Pincel
Régua
Tesoura de picotar ou normal pra papel
Recortes diversos que mais gostar de revistas
Lápis
Spray de Verniz fosco
Rodízios


Modo de Fazer:

Pra colar os recortes, não existe uma regra, você combina as imagens da forma que mais achar harmônica.

A tesoura de picotar facilita o trabalho de não precisar recortar tudo certinho, pois como o corte dela é "desenhado", não dá pra ver quando o recorte ficou torto.

Na hora de colar, é mais fácil passar a cola com pincel na caixa e ir colando os recortes e não o contrário.

Quando terminar de colar tudo, passe o verniz fosco pra você poder tirar o pó com um pano úmido (pra seco) quando necessário.

E por último é só colocar os rodízios!




Os recortes, você escolhe os que mais gosta, acha chamativo.
Eu escolhi algumas palavras, frases, logomarcas de algumas marcas que eu gosto e imagens aleatórias.
Mas se você quiser, por exemplo, fazer um volante pra colocar no quarto de seu filho, procure imagens que combine com a decoração existente.

Uma ideia que fica bem legal e estou esperando Clara começar a desenhar, é pedir pra criançada fazer vários desenhos, com guache, tinta plástica, giz de cera e etc recortar e fazer a caixa. Além de super colorida, você guarda de recordação as artes de seus filhos.


Espero que tenham gostado!
Quem fizer, mande a foto que colocamos lá na fan page.

Beijos




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...