28 de maio de 2013

2º Workshop Fisher-Price: bate papo e Feliz Demais!

Estava devendo as fotos e um resumo do que foi o 2º Workshop da Fisher-Price! 

E aqui estou pra contar um pouco das novidades e do encontrão com blogueiras convidadas.

O evento foi no dia 30/04, no Spa Kabanah, em São Paulo. As embaixadoras Angi Simon e Rose Misceno também estavam presentes, além da Mariana Belém (como mediadora), Prof. Dr. Cláudio Basbaum e Thais Nicolau (gerente Fisher-Price Brasil).

Nem preciso dizer que foi maravilhoso, né?



Eu, Angi e Rose ♥ Embaixadoras Fisher-Price


A Thais Nicolau finalizou o workshop com uma novidade sensacional: a nova campanha da marca, presente no site e intitulada de ‘Feliz Demais’. O espaço recebe dicas e informações de três convidados: Dr. Claudio Basbaum, ginecologista-obstetra e colaborador Fisher-Price; Teresa Ruas, especialista em desenvolvimento infantil e consultora Fisher-Price; e o pediatra Dr. Sylvio Renan Monteiro de Barros, da Sociedade Brasileira de Pediatria. 

feliz demais

Cliquem na imagem e conheçam o site e seus especialistas.

E pra fechar com chave de ouro, Prof. Dr. Cláudio Basbaum (um fofo), respondeu algumas perguntinhas feitas aqui nos bastidores e que sei que vai esclarecer dúvidas que sempre temos (forever) sobre esse mundo materno:

TDM: Porque os médicos não incentivam mais a amamentação?

Dr. Cláudio: Gostaria de deixar claro que não concordo com essa atitude. Nós, enquanto obstetras, precisamos conscientizar a futura mamãe dos benefícios que a amamentação propicia para ela e também para o bebê.  Desconheço os motivos que os profissionais da saúde possam se impor a uma prática tão saudável e que salva vidas.

Para a mulher, o ato contribui para a redução do sangramento pós-parto, exerce efeito contraceptivo, reduz a possibilidade de câncer de mama e de ovário, etc. Já para os bebês, está mais do que comprovado que mamar reduz significativamente a mortalidade infantil, previne diarreias, oferece melhor nutrição, reduz as chances de obesidade infantil e diminui a incidência de alergias na pele e nos aparelhos digestivo e respiratório.  
Além disso, há os benefícios psicomotores, desenvolvimento intelectual e cognitivo das crianças.


TDM: Porque os médicos não orientam melhor a mulher sobre os preparos para um PN?

Dr. Cláudio: Para que a gestação e o parto se desenvolvam favoravelmente e em segurança, é indispensável um pré-natal de qualidade.
Durante a gravidez, a mulher vivencia grandes mudanças físicas, emocionais, sociais e até profissionais e todas essas transformações geram muita insegurança e ansiedade pra ela. Por isso, a equipe médica tem obrigação de acompanhar de perto a gravidez, o parto e o pós-parto, a fim de prevenir e minimizar os possíveis impactos que naturalmente ocorrem. 


TDM: Quais os REAIS indicativos para uma cesárea?

Dr. Cláudio: As indicações são diversas e tem como objetivo impedir repercussão de riscos maternos e fetais, mas elas requerem avaliação e decisão precisa do profissional da saúde.

Causas maternas: diabetes gestacional, hipertensão, pré-eclâmpsia e eclampsia, hemorragias no último trimestre (placenta prévia, descolamento prematuro da placenta), iminência de ruptura uterina (decorrente de cicatrizes de cesáreas anteriores), desproporção feto-materna, alteraçóes que levam à obstruçao do canal de parto (como defeitos ou traumas sobre a bacia óssea), câncer de colo de útero;

Certas condições como HPV, herpes genital, HIV+ deverão nortear a via do parto, caso a caso, sob a estrita avaliação da equipe médica.

Causas fetais: sofrimento fetal agudo, retardo de crescimento intrauterino (principalmente quando complicado pela redução anormal do volume do líquido amniótico), macrossomia fetal (peso fetal igual ou superior a 4kg), incompatibilidade sanguínea.


TDM: Depois de quanto tempo o útero está realmente preparado para uma nova gravidez?

Dr. Cláudio: Após parto normal, é desejável (em termos de útero) que haja um intervalo de pelo menos três meses para uma nova gestação. 

Em casos de cesárea, é recomendável o dobro deste tempo para que corra uma adequada integração dos tecidos seccionados e suturados no ato operatório. 

Entretanto, prefiro recomendar intervalo de, pelo menos, 12 a 18 meses. Este intervalo é importante do ponto de vista da recuperação materna (social, física, psicológica, sexual, temporal), dando tempo para que seu corpo e espírito se recomponham para mergulhar numa nova experiência de gravidez.


TDM: É verdade que o útero fica fino, depois de sucessivas gravidezes, e ele corre o risco de se romper?

Dr. Cláudio: Não, esse conceito de afinamento do útero é um mito. O útero é um órgão muscular, com excelente resistência e elasticidade, e suporta perfeitamente várias gestações normais sem que isto implique em sua fragilização.

Claro que condições anteriores, tais como gestação múltipla, bebês muito grandes e histórico de partos cesáreas podem interferir na atividade contrátil do órgão.


TDM: Quando a enfermeira diz que a mulher está com uma "polpinha” (após exame de toque), o que significa?

Dr. Cláudio: A expressão quer dizer polpa digital. Ou seja, a pontinha do dedo do médico, que seria a medida da dilatação em que se encontra o colo do útero.

O parto vaginal ocorre quando a dilatação do colo for completa, alcançando 10 cm (equivalentes a cinco dedos de dilatação).


TDM: Existe parto normal sem dor?

Dr. Cláudio: Apesar de eu já ter visto, realmente não é o mais comum. Como médico, posso orientar e estabelecer procedimentos que proporcionem o bem-estar e maior conforto da parturiente, como o uso de recursos terapêuticos e medicamentosos. 

Costumo dizer que a mulher poderá ter bebê com naturalidade desde que esteja em um clima de harmonia e paz e com liberdade e lucidez.
 

TDM: É verdade que o próprio organismo expulsa a placenta após o nascimento do bebê?

Dr. Cláudio: Sim, após o parto o útero mantém a sua contratilidade. Ou seja, ele se contrai e retrai causando a separação entre a placenta e a parede uterina. Chamamos isso de dequitação.

Em geral (95% dos casos), a expulsão da placenta se faz naturalmente, e de modo espontâneo, em torno de 10 a 15 minutos após o nascimento do bebê.

TDM: Qual a sua opinião sobre os procedimentos estéticos logo após o parto?

Dr. Cláudio: Apenas recomendo a atividade física bem dirigida, iniciando com o trabalho isométrico e depois passando para exercícios resistidos (musculação). A coluna merece atenção especial, já que foi tão exigida durante a gravidez, aos músculos do abdômen e períneo.

Durante a gestação e também no pós-parto, a mulher deve ficar atenta à alimentação, presença de manchas na pele, celulites e estrias.

Obrigada a toda equipe Fisher-Price, às blogueiras que abrilhantaram esse evento, às embaixadoras e os especialistas por compartilhar suas experiências.


Beijos e até a próxima!

PS: Hoje é o Dia Mundial do Brincar. Criado em 1999, o Dia Mundial do Brincar é celebrado em mais de 20 países no dia 28 de maio. A data tem o objetivo de estimular algo simples e natural, o brincar. Para a Mattel do Brasil, "brincar pode contribuir para o melhor desenvolvimento das crianças". No Brasil, a Mattel também desenvolve iniciativas sociais com o objetivo de reforçar a importância do brincar entre diferentes públicos. Um exemplo é a capacitação de educadores sobre a importância dessa atividade para a formação das crianças.


1 Comentaram - COMENTE AQUI:

black tea from india disse...

You should be a part of a contest for one of the best sites on the net.
I am going to highly recommend this blog!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...